Prefeitura de Trindade cuidando das estradas

A Prefeitura de Trindade, por meio da Secretaria de Infraestrutura vem realizando a recuperação de trechos das estradas que ficaram comprometidas por conta das chuvas, uma ação importante para as famílias da zona rural.

 Os trechos da passagem molhada na chegada do Povoado da Bonita, trecho dos Cândidos ao Pati II e Alto de Dona Isaura sentido Pé de Serra, o qual só passa a pé por conta de um grande buraco que ficou na estrada após as chuvas, também está recebendo reparos.

 De acordo com o prefeito Dr. Everton Costa (PSB) essas ações são importantes para a segurança e o trafego das famílias que residem na zona rural.

“As chuvas são uma benção para nós sertanejos, mas é preciso dar uma atenção ainda maior a cada local que adquira algum prejuízo para deixar as famílias mais tranquilas e felizes no período chuvoso”, frisou o chefe do poder executivo.

Da Assessoria de Comunicação (Foto: Diones Antonio)

PREFEITURA DE TRINDADE PAGA NOVO PISO SALARIAL AOS PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

A Prefeitura de Trindade enviou nessa terça – feira ( 06 ), para a Câmara de Vereadores da cidade, de acordo com a Lei Orgânica do município e o artigo 5° da lei Federal n° 11.738/08, sancionando a Lei que estabelece o Piso Salarial da carreira de magistério público no município de Trindade- PE para o valor de R$ 2.476,26 ( dois mil, quatrocentos e setenta e seis reais e vinte seis centavos ), em 200 horas aulas.

A gestão de Dr. Everton Costa ( PSB ) e Jaecio SÁ vem pagando durante seis anos acima do valor do piso nacional, um gesto de reconhecimento aos profissionais em educação.

De acordo com o prefeito Dr. Everton, esse reajuste deve ser concedido anualmente a partir de janeiro. O documento trata que o piso salarial do magistério referente ao exercício de 2018 para 200 horas mensais equivale a R$ 2.455,35 ( dois mil, quatrocentos e cinquenta e cinco reais e trinta e cinco centavos) e o do município de Trindade – PE passará a ser após a aprovação dessa Lei, votada na Câmara de vereadores, ao valor de R $ 2.476,26 ( dois mil, quatrocentos e setenta e seis reais e vinte e seis centavos) para 200 horas aulas mensais, mostrando o respeito e o reconhecimento dessa gestão para com os servidores em educação.

Da Assessoria de Comunicação – Trindade.

Julgamento do recurso de Lula será um teste para o Brasil

Ex-presidente Lula em Ato com artistas e intelectuais em São Paulo no último dia 18 - Créditos: Ricardo Stuckert
Ex-presidente Lula em Ato com artistas e intelectuais em São Paulo no último dia 18 / Ricardo Stuckert

Amanhã dia 24 o Brasil vai parar para acompanhar o julgamento de Lula

As edições dos jornalões deste domingo (21) dedicaram páginas e páginas sobre o recurso da defesa de Luiz Inácio Lula da Silva a ser julgado por três desembargadores em Porto Alegre e que desperta também a atenção nos mais diversos países. Lula, sem sombra de dúvida, é o político brasileiro mais conhecido e respeitado nos mais amplos setores desses países, como comprovam as figuras que assinaram o abaixo assinado afirmando que “eleição sem Lula é farsa”.

É diferente, por exemplo, de Michel Temer, que vai a Davos com alguns integrantes do seu ministério para contar lorotas do tipo que a economia brasileira está se recuperando etc e tal. A mesma cantilena apresentada diariamente pela mídia comercial com objetivo de sempre, ou seja, o de enganar os incautos.

Temer vai a Davos para também demonstrar ao mercado que o Brasil está aberto para os investidores estrangeiros, que terão o máximo de facilidades para lucrar. Como se não bastasse, Temer, conhecido como o presidente ilegítimo lesa-pátria dirá também que as riquezas  brasileiras do tipo encontrado no pré-sal estão ao inteiro dispor de quem quiser.

Esse é o papel que vem sendo desempenhado pela patota que assumiu de forma ilegítima o governo brasileiro em 2016 e está se empenhando ao extremo para continuar de qualquer forma comandando o bote, sempre com a colaboração da mídia comercial, que insiste em apresentar as verdades de interesse do capital financeiro.

O Brasil vive um pesadelo e cujo enredo golpista e antinacional começa a ser melhor percebido pela opinião pública, que já deixa de sentir como antes os efeitos da anestesia, que iludiu inicialmente leitores e telespectadores manipulados pelos espaços midiáticos conservadores.

Como já se percebe a redução no número dos que se deixam iludir por mentiras e manipulações grosseiras, os aliados do lesa pátria Temer começam a pensar na eleição de outubro de 2018 e que se continuarem a apoiar integralmente o que quer o atual governo podem se arriscar a perder a oportunidade de se reelegerem e com isso seguirem com o fórum privilegiado.

Ao que tudo indica, mesmo que Temer faça de tudo e muito mais para aprovar a contra reforma da Previdência, tal base aliada começa a pensar que se votarem como o governo quer,  com o claro objetivo de atender os defensores da privatização da Previdência,  podem perder o cargo que ocupam tanto na Câmara dos Deputados e Senado.

Mas até 7 de outubro muita água vai rolar debaixo da ponte e ainda muitas mentiras serão divulgadas para convencer os incautos. Nesse sentido, é visível a preocupação com a possibilidade da candidatura Lula se consolidar diante dos eleitores e até mesmo vencer em um primeiro turno, como já indicam as pesquisas.

O próximo dia 24, esta quarta-feira, o Brasil vai parar para acompanhar o julgamento do recurso, um julgamento que nem deveria acontecer, porque a condenação em primeira instância pelo juiz federal Sérgio Moro ocorreu de forma absolutamente irregular. O juiz condenou um réu absolutamente sem comprovação, portanto a decisão teria de ser anulada. Mas como o endeusado pela mídia comercial juiz Sérgio Moro tem feito o que bem entende, o seu veredicto foi aceito e agora vai ser submetido a um recurso.

Na verdade, se o Brasil estivesse atravessando um período de normalidade democrática, a condenação de Lula a nove anos e meio não teria ocorrido.

Só resta aos defensores dos valores democráticos se mobilizarem para evitar que o que venha a ser decidido no recurso siga os mesmos parâmetros do julgamento anterior em Curitiba. Até porque, condenar alguém por não ter cometido o crime alegado, como acontece no caso  de Lula é o mesmo que condenar por assassinato sem o réu ter matado alguém.

Não deixa de ser o retrato de um momento que vive o país a partir do golpe parlamentar, midiático e judicial ocorrido em 2016. Para evitar a continuidade desse estado de coisas é necessário tornar público o que está acontecendo.

Em tempo

Segue mais um capítulo da novela da posse da deputada Cristiane Brasil no cargo de Ministra do Trabalho. O lesa pátria Michel Temer imaginava que a decisão do Superior Tribunal de Justiça seria definitivo em favor posse da filha de Roberto Jeferson, mas os juízes trabalhistas decidiram entrar com um novo recurso, desta vez no Supremo Tribunal Federal (STF). Resta, portanto, aguardar a decisão. De qualquer forma, a insistência do governo no nome de Cristiane Brasil é sintomática, ou seja, que é ilegítimo obter de qualquer forma o apoio do PTB a contra reforma da Previdência.

Em suma, assim caminha o governo Temer, ou seja, o episódio é um retrato fiel do debacle dos golpistas, debacle este que leva o Brasil para o buraco.

Edição: Brasil de Fato RJ

Perguntas e respostas sobre o julgamento do recurso de Lula no TRF-4

Condenado no processo do triplex, ex-presidente recorreu à segunda instância e caso será analisado na quarta-feira (24). Ele nega as acusações.

ondenado pelo juiz Sérgio Moro a 9 anos e 6 meses de prisão no caso do triplex em Guarujá (SP), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá seu recurso julgado na quarta-feira (24) pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), segunda instância das ações da Operação Lava Jato.

A condenação de Lula por um crime comum foi a primeira imposta a um ex-presidente no Brasil. Tanto o petista quanto o Ministério Público Federal (MPF) recorreram da decisão: a defesa pede a absolvição de Lula, e o MPF solicita o aumento da pena.

 (Foto: Infografia: Alexandre Mauro/G1)

(Foto: Infografia: Alexandre Mauro/G1)

Na sentença, Moro sustenta que a OAS pagou R$ 2,2 milhões em propina a Lula por meio da entrega do triplex e reformas realizadas no imóvel. O ex-presidente nega ser dono do apartamento. Nesse mesmo processo, Lula foi absolvido da acusação de ter se beneficiado irregularmente do armazenamento de seu acervo presidencial, pago pela empresa.

Na segunda instância, o caso será analisado pelos três desembargadores da 8ª Turma do TRF-4, em Porto Alegre. O processo possui outros seis réus. O G1 vai transmitir o julgamento ao vivo.

Do que Lula é acusado?

O ex-presidente foi denunciado na 13ª Vara Federal de Curitiba por corrupção passiva e lavagem de dinheiro por supostamente ter recebido da empreiteira OAS um triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo.

Segundo a denúncia, o imóvel e sua reforma seriam propina da OAS a Lula por favorecimentos à empreiteira em contratos com a Petrobras.

Na sentença, Moro sustenta que o ex-presidente ocultou a propriedade do triplex.

Após mobilizações, governo retoma Minha Casa, Minha Vida Entidades

MORADIA

Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, anunciou retomada do programa na linha voltada a entidades e movimentos populares.

,
Assembléia do MTST em São Bernardo do Campo  - Créditos: Roberto Parizotti
Assembléia do MTST em São Bernardo do Campo / Roberto Parizotti

Em visita ao estado de Pernambuco para entrega de casas do programa Minha Casa, Minha Vida, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy (sem partido), anunciou que o governo Michel Temer irá retomar “nos próximos dias ou mês” a modalidade do programa de moradias destinada a entidades e movimentos populares.

“O programa de entidades terá sim nos próximos dias ou no próximo mês, a sua discussão retomada, as suas publicações retomadas, para que a gente consiga sim, outros projetos como esse que estamos inaugurando hoje”, disse o ministro, que fez a entrega de cerca mil casas nas cidades de Olinda e Ilha de Itamaracá.

O anúncio veio depois de um ano de lutas de movimentos de moradia em todo o país. Guilherme Boulos, da coordenação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), comemorou o anúncio, mas destacou a importância de seguir vigilante sobre as políticas de habitação do governo.  “A retomada das contratações do Minha Casa, Minha Vida Entidades é uma vitória. Durante todo o ano passado nós estivemos mobilizados em torno disso, com lutas em todo o país. Mas é importante estar atentos e vigilantes para garantir que isso se efetive. Por isso, o MTST seguirá mobilizado nesse sentido”, afirmou.

Durante visita a São Paulo, nesta semana, para o lançamento do primeiro programa de Parceria Público Privada de Habitação da prefeitura da capital paulista, Baldy já havia se comprometido com a retomada do programa. “Iremos manter os investimentos que foram programados para a construção do Minha Casa, Minha Vida, seja no âmbito do PAC (…) seja pelo modelo FDS [Fundo de Desenvolvimento Social], que é a contratação por entidades, seja pelo modelo de sorteios realizados pela Caixa”, disse o ministro, durante encontro com o prefeito de São Paulo, João Dória, e representantes do governo estadual.

No começo de 2017, o Brasil de Fato já havia abordado os diversos cortes orçamentários realizados pelo governo de Michel Temer nos programas de habitação, e que atingiam principalmente a Faixa 1 do programa, que engloba cidadãos e cidadãs com renda de até R$ 1.800. Na época, o governo chegou a voltar atrás na paralisação do programa. Ainda assim, os movimentos de moradia denunciavam que o número de unidades previstas era insuficiente para atender à demanda da população.

Edição: Mauro Ramos

Número de bilionários teve aumento histórico em 2017: um a cada dois dias

DESIGUALDADE

O Brasil ganhou 12 bilionários a mais no período, passando de 31 para 43

Camila Maciel

Agência Brasil

Mark Zuckerberg, Bill Gates e o brasileiro Jorge Paulo Lemann estão entre os mais ricos do mundo. - Créditos: Reprodução

Mark Zuckerberg, Bill Gates e o brasileiro Jorge Paulo Lemann estão entre os mais ricos do mundo. / Reprodução

De toda a riqueza gerada no mundo em 2017, 82% ficaram concentrados nas mãos dos que estão na faixa de 1% mais rica, enquanto a metade mais pobre – o equivalente a 3,7 bilhões de pessoas – não ficou com nada. Os dados fazem parte do relatório Recompensem o trabalho, não a riqueza, da organização não governamental (ONG) Oxfam, divulgado hoje (22). A entidade participa do Fórum Econômico Mundial, que começa amanhã (23) em Davos, na Suíça.

O documento destaca que houve um aumento histórico no número de bilionários no ano passado: um a mais a cada dois dias. Segundo a Oxfam, esse aumento seria suficiente para acabar sete vezes com a pobreza extrema no planeta. Atualmente há 2.043 bilionários no mundo. A concentração de riqueza também reflete a disparidade de gênero, pois a cada dez bilionários nove são homens.

O Brasil ganhou 12 bilionários a mais no período, passando de 31 para 43. “Isso significa que há mais pessoas concentrando riqueza. A gente não encontrou ainda um caminho para enfrentar essa desigualdade”, disse Katia Maia, diretora executiva da Oxfam Brasil.

O patrimônio dos bilionários brasileiros alcançou R$ 549 bilhões no ano passado, um crescimento de 13% em relação a 2016. Por outro lado, os 50% mais pobres tiveram a sua fatia na renda nacional reduzida de 2,7% para 2%. Um brasileiro que ganha um salário mínimo precisaria trabalhar 19 anos para ganhar o mesmo que recebe em um mês uma pessoa enquadrada entre o 0,1% mais rico.

Cinco bilionários brasileiros concentram o equivalente à metade da população mais pobre do país. “O Brasil chegou a ter 75 bilionários, depois caiu, muito por causa da inflação, e depois, nos últimos três anos, a gente viu uma retomada no aumento do número de bilionários. Esse último aumento – de 12 bilionários – é o segundo maior que já houve na história. E o patrimônio geral também está aumentando”, afirmou Rafael Georges, coordenador de campanhas da entidade.

Geração de emprego

A Oxfam aposta na geração de empregos decentes como mecanismos de diminuição das desigualdades, sendo uma das recomendações da entidade. “O que o relatório aponta é que está acontecendo um movimento contrário, inclusive com vários países regredindo em proteção trabalhista”, disse Georges.

A organização recomenda ainda limitar os lucros de acionistas e altos executivos de empresas, garantindo salário digno a todos os trabalhadores. Indica também a eliminação das diferenças salariais por gênero. No ritmo atual, seriam necessários 217 anos para reduzir as disparidades entre homens e mulheres.

O relatório pede que os ricos paguem uma “cota justa” de impostos e tributos e que sejam aumentados os gastos públicos com educação e saúde. “A Oxfam estima que um imposto global de 1,5% sobre a riqueza dos bilionários poderia cobrir os custos de manter todas as crianças na escola.”

“Recompensem o trabalho, não a riqueza”

Em referência ao título desta edição do relatório, a Oxfam afirma que atualmente “os níveis de desigualdade extrema excedem em muito o que poderia ser justificado por talento, esforço e disposição de assumir riscos”. Segundo a organização, a maioria das riquezas acumuladas se deve a heranças, monopólios ou relações clientelistas com o governo.

“É um círculo vicioso do qual a gente precisa se livrar. A desigualdade gera desigualdade, quanto mais rico você é, mais dinheiro consegue gerar para você mesmo”, criticou o coordenador de campanhas da Oxfam Brasil.

O documento diz que mantendo o mesmo nível de desigualdade, a economia global precisaria ser 175 vezes maior para permitir que todos passassem a ganhar mais de US$ 5 por dia. “O que seria ambientalmente catastrófico”, afirma a entidade.

Kátia destaca que a entidade participa do Fórum Econômico Mundial, em Davos, com o objetivo de levar esse debate para a elite econômica mundial. Ela acredita que é possível reduzir a desigualdade por meio de ações de responsabilidade das grandes corporações. “Essa concentração extrema é também acelerada por diferentes setores da sociedade, então está nas nossas mãos fazer o enfrentamento disso e buscar construir um mundo um pouco mais igualitário, onde as pessoas sejam tratadas de forma mais justa”.

Edição: Graça Adjuto

Agência Brasil

Militar pesa 16 vezes mais no rombo da Previdência que segurado do INSS

23 Janeiro

O rombo na Previdência atingiu a marca recorde de R$ 268,8 bilhões em 2017, justamente um ano marcado por sucessivos adiamentos na votação da reforma proposta pelo governo para endurecer regras de aposentadoria e pensão no País. O déficit é 18,5% maior do que em 2016 e inclui os regimes do INSS e dos servidores da União. Os dados foram revelados ontem pelo governo e mostram que a Previdência dos servidores segue tendo um peso proporcional maior nas contas. Um beneficiário militar federal, por exemplo, custa 16 vezes mais do que um segurado do INSS.

Reforma da Previdência
Mesmo tendo um peso maior nos cofres públicos, militares estão fora da reforma da Previdência em debate Foto: Wilton Junior/Estadão

O chamado déficit per capita anual dos militares ficou em R$ 99,4 mil no ano passado, contra R$ 6,25 mil no INSS. Entre os servidores civis da União, a necessidade de financiamento do rombo também é mais elevada, de R$ 66,2 mil. Os dados foram calculados com base no déficit de 2017 e no número de beneficiários de 2016, já que não há dados mais recentes sobre a quantidade de benefícios em todos os regimes.

Em termos absolutos, o déficit na Previdência aumentou R$ 41,9 bilhões no ano passado. Para o secretário de Previdência, Marcelo Caetano, o resultado lança mais um alerta sobre a necessidade de aprovar a reforma. Segundo ele, sem o enfrentamento do problema, o Brasil poderá viver uma situação semelhante ao que aconteceu com a Grécia e Portugal, onde a solução acabou sendo a redução dos benefícios.

Idiana Tomazelli e Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo

A SAÚDE DE TRINDADE É DESTAQUE EM PERNAMBUCO

Como muitos já conhecem o trabalho da gestão municipal da Prefeitura de Trindade, a Saúde municipal vem mostrando que está no caminho certo, oferecendo um serviço e atendimento de qualidade, mais humanizado que busca atender melhor as expectativas da população.

No último dia 17, foi publicado no Diário Oficial de Pernambuco, o Índice de Desempenhos da Saúde dos Municípios do Estado de Pernambuco referente ao exercício de 2017. Trindade atingiu nota 95,0, mostrando mais uma vez que está no caminho certo do desenvolvimento.

“Ainda temos muito a percorrer, mas sabemos que os dados apresentados informam que estamos no rumo certo. Os investimentos não param, juntos iremos fazer mais e melhor pelo bem daqueles que mais precisam”, frisou o prefeito Dr Everton Costa.

Da Assessoria de Comunicação

Taxista denuncia abandono do terminal Rodoviário de Araripina

alt

A Socicam que administrava a Rodoviária, abandou o ‘barco’, disse Lenício Araujo

 

O presidente da Associação dos Taxistas de Araripina – ATA, Lenício Araujo, participou nesta quinta-feira (04) do programa Rota 903 na Arari FM. O taxista que faz ponto na Rodoviária de Araripina, contou ao radialista Carlos Lima, que o terminal de passageiros foi totalmente abandonado pela empresa que era responsável pela limpeza e manutenção do local.

De acordo com o Lenício, a situação atual da Rodoviária Municipal está uma vergonha, ainda segundo ele, até a bomba que puxa água da cisterna para a caixa d’agua e que abastece os sanitários, está quebrada, a podridão no local é total.

“Eu mesmo tive que interditar os banheiros porquê ninguém consegue ficar no terminal sem água. Os passageiros usam o sanitário e a fedentina toma conta do local, todo mundo fica reclamando. A Socicam que administrava a Rodoviária, abandou o ‘barco’ e deixou com o Estado, que fez um acordo com o pessoal da lanchonete e da Viação Pernambucana pra fazer a limpeza até esta sexta-feira (05), e depois, ninguém sabe como é que vai ficar”, reclamou.

Lenício Araujo informou também, que falou com o prefeito Raimundo Pimentel, e ele disse que só assumiria o terminal, após uma reforma completa do aparelho.

“O prefeito tem razão em não assumir a Rodoviária na situação que está. Dessa forma, nós não sabemos mais a quem apelar, a não ser, pedir a intervenção das deputadas estaduais da região, que são Roberta Arraes e Socorro Pimentel, para tentar solucionar o problema lá na capital, porque da forma que está, não pode ficar”, desabafou.

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

Sem salários há dois meses funcionários da UPAE Caruaru entram em GREVE

Funcionários entraram em greve nesta terça-feira (2) (Foto: Reprodução/TV Asa Branca)

Sem salários há dois meses funcionários da UPAE Caruaru entram em GREVE

Do G1 Caruaru – Os funcionários da Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (Upae) de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, entraram em greve. Os servidores protestaram em frente ao hospital na tarde desta terça-feira (2) reivindicando dois meses de salários atrasados. São 192 profissionais divididos entre enfermeiros, serviços gerais, médicos e recepcionistas. “Infelizmente os compromissos chegam. Conta de luz, IPTU e inúmeras contas. Mas o nosso salário não. Nada do nosso salário entrar”, lamenta a técnica em enfermagem Thamires Pacheco.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que “nos próximos dias será feito um repasse para a unidade. A Secretaria reforça ainda que está trabalhando e que não tem medido esforços, mesmo diante da grave crise econômica que atinge todo o país, para regularizar o pagamento às unidades que prestam serviço para a rede estadual. Por fim, a SES reitera que vem dialogando com a unidade para que a situação seja resolvida de maneira rápida e responsável, com a garantia do atendimento à população”..

G1.