INOVADOR PROJETO EXIBE FILMES APARTIR DE ENERGIA SOLAR LEVANDO A MAGIA DO CINEMA A TRINDADE – PE

Imagem

No dia 27 de outubro, quinta-feira, o Cinesolar, inovadora iniciativa brasileira de cinema itinerante que exibe filmes a partir da energia solar, estará em Trindade, Pernambuco. O projeto utiliza energia limpa e renovável para exibições de filmes, unindo arte, cinema e sustentabilidade. Tudo funciona a partir de uma van equipada com placas solares que possibilitam, através de um sistema conversor de energia solar para elétrica, a exibição de filmes e apresentações artísticas. No interior do veículo, há 100 assentos para o público, telão com metragem de 200 polegadas, sistema de projeção e som e até um estúdio de gravação. Quando chegam às cidades tudo é retirado da van e o cinema é montado em lugares como praças públicas e quadras esportivas.

         A partir das 18h30 serão exibidos curtas, com temáticas sustentáveis, voltadas para as crianças. Às 19h10 acontece a apresentação do grupo local “Quadrilha Junina Balão Mágico”. Às 19h30 começa a exibição do filme “Tudo que aprendemos juntos”, dirigido por Sérgio Machado, com Lázaro Ramos no papel principal.  O projeto é realizado pela Brazucah Produções, através da Lei de Incentivo à Cultura e tem o patrocínio da Votorantim Cimentos. A entrada é franca.

Também acontece a Eco Estúdio Solar – exposição tecnológica sustentável, com apresentação da van Cinesolar Tupã e do projeto como um todo. Dentro da van, infográficos e monitores mostram como funciona o carro e são passadas informações sobre os princípios básicos da energia solar (por exemplo: como a energia solar se transforma em energia elétrica). Além disso, são mostrados produtos de sustentabilidade e tecnologias renováveis, com aplicações práticas no dia-a-dia, como um instigante relógio de batatas. Há, ainda, no período da manhã, Oficinemas Solares (também chamadas de oficinas de “vídeo de bolso” e de “Oficinas de Cinema), direcionados a um grupo de até 30 alunos.

O Cinesolar, inovadora iniciativa brasileira de cinema itinerante que exibe filmes a partir da energia solar, estará no dia 27 de outubro, quinta-feira,  na Academia das Cidades (em frente ao Estádio Municipal Joel Lopes de Sousa, o Chicão, no Centro), em Trindade, Pernambuco. O projeto utiliza energia limpa e renovável para exibições de filmes, unindo arte, cinema e sustentabilidade. Tudo funciona a partir de uma van equipada com placas solares que possibilitam, através de um sistema conversor de energia solar para elétrica, a exibição de filmes e apresentações artísticas. No interior do veículo, há 100 assentos – cadeiras, banquetas e EVAs – para o público e telão com metragem de 200 polegadas (que são levados para fora para a montagem da “sala de cinema”), além de sistema de projeção e até um EcoVJ.  A partir das 18h30, serão exibidos curtas-metragens, com temáticas sustentáveis, voltadas para as crianças.  Às 19h10 acontece a apresentação do grupo local “Quadrilha Junina Balão Mágico”. Às 19h30, será exibido o filme “Tudo o que aprendemos juntos’, dirigido por Sérgio Machado, com Lázaro Ramos no papel de protagonista. A acesso para assistir a todos os filmes é gratuito e aberto a todos. O projeto tem o patrocínio da Votorantim Cimentos, que já apoiou duas outras temporadas, a primeira delas em 2014.

              No evento acontece também a Eco Estúdio Solar – exposição tecnológica sustentável – com apresentação da van Cinesolar Tupã e do projeto como um todo. Dentro da van, infográficos e monitores mostram como funciona o carro e são passadas informações sobre os princípios básicos da energia solar (por exemplo: como a energia solar se transforma em energia elétrica). Além disso, são mostrados produtos de sustentabilidade e tecnologias renováveis, com aplicações práticas no dia-a-dia, como um instigante relógio de batatas.

Há, ainda, no período da manhã, das 9h às 12h, Oficinemas Solares (também chamadas de oficinas de “vídeo de bolso” e de “Oficinas de Cinema), direcionadas a um grupo de até 30 alunos.

Desenvolvido pela Brazucah Produções, através da Lei de Incentivo à Cultura, o projeto, utiliza energia limpa e renovável para exibições de filmes, unindo arte, cinema e sustentabilidade.  Existem no projeto Cinesolar duas vans: a Cinesolar, que tem um EcoDJ; e a já citada Cinesolar Tupã (que estará em Trindade), que tem o EcoVJ.

Desde o início das atividades, em 2013, o Cinesolar realizou cerca de 230 sessões em cidades de “todo” o País, ultrapassando 45 mil espectadores. A economia de energia elétrica chega a 500 mil watts, equivalente a cerca de 900 horas de uma geladeira ligada sem interrupções.  Além de realizar sessões sustentáveis, as temáticas dos filmes trazem a sustentabilidade à tona.

O Cinesolar é a primeira iniciativa de cinema itinerante que funciona através de energia renovável, aliando a difusão cultural e meio ambiente. O projeto conta com o apoio do Solar World Cinema e da fundação Holandesa Doen, promotora da sustentabilidade, cultura e inovação social. Neste evento conta também com o apoio da Prefeitura de Trindade, da Seduc – Secretaria de Municipal de Educação, Cultura e Desportos de Trindade-PE, do Reciclando Ideias – Semearte, da AT – Consultoria Cultural, da Associação Cultural Simbora e da Mina Cultural.

“O Brasil tem um incrível potencial em energias renováveis. E por que não se beneficiar no campo do entretenimento, das artes e da cultura? Nosso objetivo é, além de democratizar o acesso à produção audiovisual nacional, trabalhar com ações sustentáveis que multipliquem a conscientização ambiental e mostrem a força que a energia solar tem por aqui”, diz Cynthia Alario, idealizadora e coordenadora do projeto.

“Nós, da Votorantim Cimentos, ficamos felizes em poder fazer parte desse projeto inovador, que tem por objetivo construir uma relação de longo prazo com as comunidades por onde transita, além de perpetuar temas próximos a todos nós, como a sustentabilidade e a democratização da cultura. É de extrema importância fomentarmos uma reflexão sobre essas questões e sobre como podemos contribuir para que haja uma evolução positiva nessas áreas. É um olhar que devemos ter hoje, mas pensando no amanhã, no nosso futuro”, afirma Mariana Monteiro, gerente de Responsabilidade Social da Votorantim Cimentos.

          Os filmes exibidos sempre trabalham questões ligadas à sustentabilidade com foco em três eixos: social, econômico e ambiental. Além das sessões e das oficinas de cinema, muitas vezes a iniciativa ainda promove música orgânica e ecografite para crianças e adolescentes. Essas atividades propõem a reciclagem de materiais para a confecção de instrumentos musicais e o preparo de pigmentos naturais, como argila e urucum, nas pinturas produzidas pelos participantes.

Sobre o Cinesolar e os oficinemas  

            Integram essa etapa do percurso a produtora cultural e educadora Cynthia Alario, idealizadora e coordenadora do Cinesolar; o editor de vídeo e educador ambiental Paulo Perez, diretor de arte do Cinesolar; e o ator, músico e educador Guilherme Folco, que desenvolve um trabalho musical multi-instrumentista chamado Multisambofônico; e a diretor e produtora audiovisual, Tarsilla Cristina Alves, produtora e fotógrafa do Cinesolar.

.            Em algumas das cidades, o Cinesolar faz diversas programações no mesmo dia. São realizados Oficinemas Solares (também chamadas de oficinas de “vídeo de bolso” e de “Oficinas de Cinema), para estudantes e público em geral. Na sequência, são exibidos filmes com a temática da sustentabilidade e o vídeo produzido na oficina realizada. Também acontece a apresentação do Eco Estúdio Solar, uma exposição tecnológica sustentável, com apresentação da van Cinesolar e do projeto como um todo. Dentro da van, infográficos e dois monitores mostram como funciona o carro e são passadas informações sobre os princípios básicos da energia solar, além de exemplos de utilização prática.

De acordo com Cynthia Alario, idealizadora e coordenadora do Cinesolar; “as oficinas discutem os problemas de sustentabilidade das regiões e introduzem aspectos básicos da linguagem audiovisual a partir da ideia da produção de vídeo de bolso”. A coordenadora do Cinesolar diz que esse formato ‘de bolso’ utiliza ferramentas digitais, portáteis e fáceis de manusear para produção de vídeos diversos, aparelhos já comuns a esses jovens.

“O objetivo é sensibilizar e possibilitar a expressão desses jovens através da linguagem audiovisual, fazendo a utilização de elementos básicos desta linguagem como fotografia, enquadramento e roteiro. Esta produção tem como foco a produção voltada para internet, como videoblogs, e sites, como o Youtube e o MySpace.  Produções já realizadas por estes jovens, que institivamente atuam na produção e distribuição de conteúdo. Daí surge a ideia dessas oficinas, que trazem novas ferramentas para esses jovens que já são realizadores de vídeo neste formato ‘de bolso’, afirma Cynthia, que acrescenta: “as oficinas também trabalham a autoestima dos participantes que pela primeira vez podem contar sua história através da produção de um filme”.

Ana Júlia e o emotivo discurso que explica os protestos nas escolas ocupadas

Imagem

Ana Julia faz discurso sobre protestos nas escolas ocupadas

A voz da estudante Ana Júlia, embargada pelo nervosismo, foi ouvida atentamente nesta quarta pelos deputados estaduais do Paraná. Mas chegou rapidamente a milhares de brasileiros, que partilharam o vídeo do seu discurso de dez minutos, feito na tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), em Curitiba, em defesa do movimento de ocupação das escolas públicas no Brasil. A secundarista de 16 anos, que estuda no colégio Senador Manoel Alencar Guimarães, falou pelos alunos que ocupam as mais de 1000 escolas no país em diversos Estados. “A nossa única bandeira é a educação. Somos um movimento apartidário, dos estudantes pelos estudantes”, disse Ana, vestindo a camiseta da sua escola.

Ora brava, ora doce, a jovem falou em tom de desabafo pelos estudantes que estão enfrentando um verdadeiro rolo compressor na Educação com a chegada do Governo Temer: as previsões de cortes de investimentos nas escolas públicas com a PEC 241, uma proposta de reforma do Ensino Médio com um projeto que não está sendo debatido, e outro que quer interferir no currículo chamado Escola Sem Partido. “A quem a escola pertence?”, questionou ela logo de cara, lembrando que o ‘rolo compressor’ das reformas vai chegar a seus filhos e netos. “A reforma na educação é prioritária, mas precisa ser debatida, conversada”, defendeu ela na tribuna.

O discurso de Ana Julia ocorreu em um momento de apreensão para o movimento das ocupações. Na tarde de segunda-feira, o estudante Lucas Eduardo Araújo Mota foi assassinado dentro da escola Santa Felicidade, em Curitiba, por um colega. O crime chocou os alunos e a comunidade e fez com que a escola fosse desocupada no dia seguinte. Havia a possibilidade de que a tragédia desmobilizasse o movimento em outras escolas. Mas isso não ocorreu.

Na Assembleia, a jovem mencionou a morte de Lucas criando um momento de tensão. “Ontem [quarta-feira] eu estava no velório do Lucas e eu não me recordo de ter visto nenhum desses rostos aqui lá”, provocou a garota, voltando-se aos deputados estaduais. “O sangue do Lucas está na mão de vocês”, disse no único momento em que seu discurso escorregou. Foi interrompida pelo presidente da Casa, o deputado Ademar Traiano (PSDB), que afirmou que ela não poderia agredir o parlamentar, e ameaçou encerrar a sessão. “Aqui ninguém está com a mão manchada de sangue não”, protestou ele.

Ana Julia se desculpou, mas foi firme ao explicar porque a morte de Lucas refletia a indiferença do Estado com o protesto dos estudantes. “Eu peço desculpa, mas o ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente] nos diz que a responsabilidade pelos nossos adolescentes, pelos nossos estudantes é da sociedade, da família e do Estado”, devolveu Ana Julia, sob aplausos de outros estudantes que estavam ali.

Sintomático que uma estudante de Curitiba esteja sensibilizando outros brasileiros. A capital do Paraná, que com a Lava Jato se tornou símbolo do combate aos descalabros que o Brasil vive, ganhou uma voz que humaniza o movimento dos secundaristas. Os jovens paranaenses lideram as ocupações no Brasil, com 850 escolas ocupadas, quase metade do total no Estado, segundo as contas do Movimento Ocupa Paraná.

A dinâmica das ocupações foi inaugurada no ano passado por estudantes do Estado de São Paulo contra a reorganização que o Governo de Geraldo Alckminplanejava para o ensino médio. Neste ano, os alunos paulistas não conseguem se estabelecer. Duas escolas que foram ocupadas foram desmobilizadas pela ação da Polícia. Assim, o Paraná virou alento uma vez mais no Brasil, desta vez com o protesto de jovens por garantir condições melhores para a Educação.

PM do Tocantins prende estudantes secundaristas por ocuparem escola; Alguns são menores de idade

Imagem

ubes1

na União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES)

URGENTE: 26 estudantes da escola ocupada Dona Filomena Moreira de Paula, sendo 11 menores de idade, foram presos em Miracema, no Tocantins. A Polícia entrou na escola sem documento de reintegração e mantém os jovens na delegacia sem água e impedindo a entrada dos familiares. #OcupaTudo

Veja as fotos:

ubes2

ubes3

Mais de mil presos deixam as unidades carcerárias temporariamente nesta quinta

Imagem

wp-1450449755021

Mais de mil presos terão direito de sair temporariamente das unidades prisionais do estado a partir desta quinta-feira. A conquista do indulto é prevista pela Lei de Execução Penal, que dispões de 35 saídas por ano para os detentos do regime semiaberto. Todos estarão com as tornozeleiras de monitoramento e deverão voltar no dia 3 de novembro.

De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização, ao todo, 1.064 reeducandos vão receber o salvo conduto temporário. No estado, são previstas cinco saídas por um período de sete dias considerando a tipificação penal dos crimes cometidos. Já está em andamento um processo licitatório para locação de 4.400 equipamentos, 2.513 a mais do que o sistema dispõe atualmente.

Fonte: Diariodepernambuco.

Entrevista do prefeito eleito em Ipubi Chico Siqueira

O Jornal Folha do Araripe na cobertura da entrevista do prefeito eleito em Ipubi Chico Siqueira e dos 07 vereadores que lhe dará sustentação no Legislativo, prefeito agradece aos eleitores que lhes concedeu o direito de exercer seu 3º mandato pelo município.

PSB GANHA MAIS PREFEITURAS EM PERNAMBUCO E FORTALECE PALANQUE DO GOVERNADOR EM 2018

Imagem

paulo

JC Online / Foto: Aluisio Moreira-SEI

 

Um dia após terminar o primeiro turno da eleição para prefeito, o PSB, partido que é vice-presidido nacionalmente pelo governador Paulo Câmara, celebrou a conquista de 69 prefeituras no Estado, isto é, 11 a mais do que há quatro anos. Esse número pode ser ampliado caso o prefeito e candidato à reeleição Geraldo Julio vença no Recife e o advogado Antônio Campos, irmão do ex-governador Eduardo Campos, seja escolhido para governar Olinda. O segundo turno da eleição está marcado para o próximo dia 30.

No último domingo, Paulo Câmara disse que ainda faria um balanço da eleição 2016, mas interlocutores do governador afirmam que ele vê o saldo como positivo, a partir do momento em que contabiliza as prefeituras conquistadas pelo PSB e pelos partidos ligados à Frente Popular. A avaliação é que o Palácio do Campo das Princesas teve derrotas em cidades estratégicas, como Jaboatão, São Lourenço da Mata e Camaragibe, mas que houve boas surpresas e o resultado final foi bom.

Paulo Câmara tem interesse direto nos resultados municipais porque vai precisar do maior número possível de aliados para tocar o seu projeto de reeleição em 2018. A busca por um palanque robusto daqui a dois anos fez com que ele se mantivesse distante das cidades nas quais os principais confrontos envolviam aliados de sua administração. Três desses municípios – Caruaru, Jaboatão e Olinda – terão segundo turno e a expectativa agora é para saber qual será o posicionamento do governador.

Em Caruaru, estão no páreo os deputados estaduais Tony Gel (PMDB) e Raquel Lyra (PSDB). Neo-tucana, ela deixou o PSB após perder a quebra de braço com Jorge Gomes (PSB), atual vice-prefeito e um dos candidatos derrotados no município.

No Palácio, comenta-se que não há interesse do governador em comprar briga com Raquel e jogá-la para a oposição, apesar de a parlamentar estar recebendo o apoio do senador Armando Monteiro (PTB), que rivalizou com Paulo em 2014 e é apontado como candidato ao governo estadual pela oposição em 2018. O governador, segundo interlocutores, vai aguardar o tom que Raquel usará neste início de campanha de segundo turno para decidir como se posicionar.

Teto de Escola desaba em Araripina

Imagem

“Reforma mal feita quase acaba em tragédia”

14542595_1104515839632139_7380842989179671916_o 14556508_1104515872965469_79248597934384929_oDepois de passar por uma reforma uma escola da Rede Municipal de Ensino, localizada no sítio Lagoa Fechada, na Zona Rural do município de Araripina (PE) mais precisamente entre Gergelim e Nascente, ocorrido por volta da meia noite desta quinta-feira (06). .

Após oito meses da citada reforma o teto da escola foi a pique, as crianças daquela escola contaram com a mão divina, imagine se na hora houvessem crianças no recinto? Teria sido uma grande tragédia!

Como não custa perguntar!

O que aconteceu com a recente reforma?

Qual a causa do desabamento?

Veja o Vídeo em matéria feita por Paulo Elias:

CHICO SIQUEIRA vence as eleições com 8.899, o equivalente a 53,77% dos votos válidos de IPUBI

Imagem

14463159_1112776605472517_227742008388552433_n

É com muita alegria que anuncio que vencemos as Eleições Municipais de Ipubi com a maioria expressiva dos votos, com 8.899, o equivalente a 53,77% dos votos válidos.

O povo depositou nas urnas a esperança de um futuro ainda melhor. E é pela vontade do povo que hoje eu estou aqui. Agradeço a cada um que acreditou na capacidade de quem já vez e vai fazer muito mais por Ipubi, Serra Branca e Serrolândia.

Honrarei cada voto depositado em mim e retribuirei com muito trabalho. Obrigado pela confiança! CHICO SIQUEIRA

Raimundo Pimentel vai protocolar pedido para formar uma comissão de transição na Prefeitura de Araripina

Imagem

peo_3286

Prefeito Eleito Raimundo Pimentel -Foto Paulo Elias

O prefeito eleito de Araripina, Raimundo Pimentel (PSL) e seu vice-prefeito eleito Bringel Filho (PSDB) concederam entrevista coletiva na manhã desta terça-feira, (04) no Auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL, com a presença de diversos representantes da imprensa de Araripina.
peo_3263Pimentel destacou que irá encaminhar ao atual prefeito de Araripina, Alexandre Arraes (PSB), o pedido de formalização da comissão de transição conforme rege a Lei Complementar Estadual nº 260 de 06/01/2014 e que garante ao prefeito eleito o direito de instituir esta comissão com o objetivo de inteirar-se do funcionamento dos órgãos e entidades da administração pública e preparar os atos de iniciativa da nova gestão.
A Lei Complementar também recomenda ao prefeito em exercício que garanta a disponibilidade de documentos e informações referentes à gestão fiscal e orçamentária das contas públicas. Todos os dados são mantidos em sigilo e só podem ser tornados públicos após a posse do prefeito eleito.
De acordo com Raimundo Pimentel, a constituição desta comissão é fundamental para conhecer a realidade financeira e também preparar as primeiras ações que serão iniciadas em 1º de janeiro de 2017.
“Espero que o prefeito Alexandre Arraes receba este pedido que é referendado pela população de Araripina que nos elegeu como o próximo prefeito. Esta comissão é importante para que possamos planejar as primeiras ações do nosso governo”, destacou Pimentel.
peo_3309 Raimundo Pimentel afirmou que é preciso entender o porquê dos recorrentes atrasos com os pagamentos dos servidores ativos e aposentados bem como dos fornecedores.
Ao responder as perguntas da imprensa ele elencou o que pretende fazer nos primeiros atos da administração.
“Vamos fazer o recadastramento dos servidores, estudar a situação financeira do ArariPrev, priorizar os serviços de infraestrutura urbana como recolhimento de lixo, limpeza pública e reparo de calçamentos. Vamos deixar nossa cidade bonita pra elevar a autoestima da nossa gente”. Fonte: araripinafatosemfotosblogspot.com