Durante agenda com o Governador, Prefeito Chico Siqueira anuncia asfalto para 10 ruas em Serrolândia

Ainda durante encontro com o Governador de Pernambuco Paulo Câmara na última segunda-feira (22) no Palácio Campo das Princesas, sede do Governo do Estado em Recife, o Prefeito de Ipubi Chico Siqueira (PSB) garantiu a execução das Obras de Pavimentação Asfáltica de 10 ruas no distrito de Serrolândia. Conquista só foi possível graças ao Deputado Lucas Ramos, que destinou 567 mil reais em emendas parlamentares para a execução.

O sonho do povo serrolandenses, principalmente do Vice-Prefeito João Coutinho em ver o progresso passar pelas ruas do distrito, está cada vez mais próximo de se tornar realidade. “Nosso distrito sofre com o acúmulo de lama nas ruas, proveniente do escoamento da água durante o período chuvoso. O asfalto em 10 ruas irá melhorar esta questão. Seremos muito gratos por isso”, contou o Vice-Prefeito.

Ainda durante a visita, também foram anunciadas as obras de recuperação da rodovia PE-630, trecho que liga os município de Ipubi e Trindade, como também a aquisição do tão sonhado Ônibus do TFD. Este último, contará com mais 200 mil reais em emendas também de autoria do Deputado Estadual Lucas Ramos e 300 mil reais do Governo do Estado, assegurado por Paulo Câmara.

Lucas, Deputado conhecido pelo carinho que tem com o povo ipubiense, fez questão de utilizar as redes sociais para comemorar a grande novidade. “Três compromissos assumidos e agora muito próximos de serem cumpridos com a população. Ipubi pode contar sempre com nosso empenho”, escreveu o Parlamentar.

Questionado sobre o sucesso da visita oficial, Chico Siqueira falou sobre as novas conquistas. “Tudo acontece quando temos parcerias com quem tem compromisso. Sabemos que as dificuldades existem, mas tanto Lucas como Paulo já fizeram e mostraram que irão fazer ainda mais pelo povo de Ipubi e do Sertão do Araripe. Nós só temos a agradecer”, comentou o Prefeito.

Da Assessoria de Comunicação
Foto: Reprodução

 

Polícia prende 3,3 mil ladrões, assassinos, pedófilos e estupradores

A Operação PC 27 prendeu 3.381 criminosos apreendeu 274 adolescentes infratores

Polícia prende 3,3 mil ladrões, assassinos, pedófilos e estupradores
Os mandados de prisão foram expedidos pela Justiça, após trabalho de investigação. Cada uma das Polícias Civis do Estado e do Distrito Federal realizou levantamento de inteligência para possibilitar o maior sucesso na operação. Foram 12 horas de ação ininterrupta.

Os mandados de prisão foram expedidos após o trabalho de investigação. Segundo o CONPC, a Polícia Civil de cada unidade federativa realizou um levantamento de inteligência para ter mais sucesso nas ações.

Dos presos em São Paulo, foram 120 em flagrante e 997 alvos de mandados judiciais, além de 76 menores. Em Santos, foram apreendidos 300 kg de maconha. Em outros locais do estado, foram apreendidos 20 veículos e 9 armas de fogo.

Em São Paulo, mais de 4,5 mil agentes participam das atividades da Operação no Estado, entre eles policiais do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), da Macro São Paulo (Demacro), dos Departamentos de Polícia Judiciária do Interior (Deinters 1 ao 10) e também de unidades especializadas, como o Departamentos Estaduais de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Investigações Criminais (Deic), de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC) e da Delegacia de Capturas e Delegacia Especiais (Decade).

Em Santa Catarina, foram apreendidos mais de R$ 200 mil durante as ações

CCJ aprova admissibilidade da reforma da Previdência por 48 votos a 18

A reforma do presidente Jair Bolsonaro chega agora na comissão especial sob pressão dos partidos do Centrão para novas mudanças

CCJ aprova admissibilidade da reforma da Previdência por 48 votos a 18

A tramitação na CCJ, que analisa a constitucionalidade do texto, durou mais tempo do que o governo esperava, o que obrigou a equipe econômica a ceder pontos já na largada.

Apesar das negociações, a proposta aprovada ainda preserva a economia de R$ 1,1 trilhão estimada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

O governo Michel Temer levou apenas 10 dias para passar a sua proposta de reforma na CCJ. A reforma do presidente Jair Bolsonaro chega agora na comissão especial sob pressão dos partidos do Centrão para novas mudanças. Foram as lideranças do Centrão que conseguiram negociar as quatro alterações no texto, ameaçando barrar a votação.

A batalha da votação durou mais de oito horas, com uma sequência de pedidos de requerimento dos deputados da oposição para protelar a discussão. A líder da minoria, Jandira Feghali (PCdoB-RJ), chegou a apresentar requerimento ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com assinaturas para suspender por 20 dias a tramitação alegando a necessidade de o governo enviar os números do impacto da proposta.

Com o resultado, a oposição disse que buscará anular a votação, classificada de “fraudulenta” pelo líder do PSOL na Câmara, Ivan Valente (SP). Mesmo com a derrota, Feghali disse que essa foi apenas a primeira batalha. “Ri melhor quem ri por último”, disse Jandira. “O povo vai para a rua, essa proposta está sendo votada ao arrepio da Constituição”, afirmou a líder.

A estratégia dos oposicionistas foi a mesma usada nas outras sessões, marcadas por tumulto e gritarias. Dessa vez, porém, o presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), foi bem mais duro na condução dos trabalhos e impediu que a votação fosse suspensa. Apesar dos apelos da oposição, Francischini continuou a votação sem levar em conta o pedido.

“Não apontem o dedo para mim que não sou moleque!”, reagiu Francischini, no momento mais tenso, à ação das deputadas Maria do Rosário (PT-RS), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Erika Kokay (PT-DF) e Taliria Petrone (PSOL-RJ), que o cercaram o na mesa da CCJ. Um novo tumulto se formou, mas Francischini conseguiu segurar a pressão com uma posição combativa.

No plenário, governistas gritavam: “Não se deixe intimidar, senhor presidente. Reaja com o regimento”. A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), aos gritos, dizia para o presidente da CCJ: “Chame a polícia”.

Joice quase provocou a retirada do DEM da votação depois de um discurso inflamado.

“Mais uma fala do governo e o DEM se retira da votação”, avisou o deputado Arthur Oliveira Maia (DEM-BA). Ele e outros parlamentares da base ficaram irritados porque não é primeira vez que Joice quebra acordo da base para que os deputados não usassem tempo de fala na sessão, com o objetivo de agilizar os trabalhos. A líder do governo acusou os oposicionistas de fazer conversa fiada e de serem “paladinos da calculadora previdenciária”.

O líder da maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), avisou que os parlamentares se articularão para retirar, na comissão especial, as regras de aposentadoria rural e mexer na proposta do BPC, benefício assistencial para baixa renda.

Troca-troca

Para garantir a aprovação da reforma, alguns titulares contrários ao texto do governo Jair Bolsonaro foram substituídos por outros correligionários a favor da proposta. Um deles foi o deputado Reinhold Stephanes (PSD-PR) que estava como suplente e foi colocado como titular.

Num ato falho, o vice-líder do governo na Câmara Darcísio Perondi (MDB-RS) disse que a maior parte do impacto de R$ 1,1 trilhão afetaria os mais pobres – contrariando o discurso do governo que a maior contribuição virá dos mais ricos e privilegiados. A reação da oposição foi imediata, que se levantou para aplaudir o deputado governista. Eles também bradaram “Perondi, Perondi!” em coro.

Em meio à votação na CCJ, o presidente Jair Bolsonaro foi cobrado a renunciar à aposentadoria especial da Câmara a que tem direito. Bolsonaro, que foi deputado por 28 anos, tem direito à aposentadoria, mas ainda não fez o pedido. Ele poderia acumular o benefício com o salário de presidente da República. A cobrança foi feita pela deputada Clarissa Garotinho (PROS-RJ).

ESTADAO

Parceria pela Valorização da Educação (PVE) – Instituto Votorantim

Aconteceu na manhã desta quarta-feira (24), o primeiro momento da Formação do I ciclo do PVE (Parceria pela Valorização da Educação), no Auditório Maria Riva Araripe Andrade com os técnicos da SEDUC, o qual contou com a participação de Rute Pereira formadora e Douglas Antonio Carvalho representante da Votorantim.

Ainda nesta quarta, acontecerá um momento com os Gestores Escolares e Técnicos da SEDUC no período da tarde. Segundo o cronograma, está agendada para o dia 25 às 18:30, a formação destinada aos mobilizadores.

Através do PVE, pretende-se identificar, junto com o formador, o problema educacional e definir estratégias para solucioná-lo. Desta forma, o Programa estará mais aderente às necessidades específicas do município.

A formação trabalha com duas grandes frentes gestão e mobilização. A primeira delas se refere à melhoria da educação pública a partir da qualificação de práticas de gestão, desenvolvendo competências para favorecer a atuação eficiente de gestores educacionais e escolares. A segunda diz respeito à mobilização de comunidades em prol de uma educação de qualidade.

O programa tem como objetivo contribuir para a melhoria da educação pública nos municípios onde há operações da Votorantim e atua em parceria com as prefeituras e secretarias municipais de Educação.

Público-alvo direto
Gestores educacionais
Gestores escolares
Mobilizadores

Público-alvo Indireto
Professores e alunos das redes públicas municipais

Trindade realiza semana da Saúde

A Prefeitura de Trindade, por meio das Secretarias de Saúde e Educação estão realizando desde essa manhã de quarta-feira (24), a Semana de Saúde na Escola com o tema “Imunização e Alto Cuidado”.

Com a presença do Zé Gotinha e de palhaços as crianças na faixa etária entre 03 a 05 anos de idade são convidadas a fazer parte desse encontro divertido e explicativo, do qual leva para eles a importância da vacinação e de pedir a seus pais que atualizem suas cadernetas de vacinação.

“A ideia é conscientizar a todos diante do índice necessário de imunização por meio do alto cuidado sobre a vacinação. Parabéns ao prefeito Dr Everton, a nossa secretária de Saúde Dr Conceição Barros e suas equipes pelo valioso trabalho desenvolvido nas escolas com esse programa”, frisou a gestora da escola Tia Jandreza, professora Raimunda.

O evento conta com a presença das equipes dos Postos de Saúde de cada bairro: enfermeiras, Assistentes, Agentes de Saúde e o importante apoio dos professores. A escola Pedro Leite Monteiro também foi contemplada com a ação essa manhã, outras escolas também receberão a equipe de saúde.

“É com esse tipo de trabalho que a gente consegue ajudar as nossas crianças e os pais a refletirem sobre a importância de cada vacina para o desenvolvimento delas, parabéns a todas as equipes envolvidas nessa ação de prevenção e cuidados com os nossos pequenos”, disse por telefone o Prefeito de Trindade Dr Everton Costa.

Da Assessoria de Comunicação – Trindade

Plano de Guedes para gás mais barato encontra resistência na Petrobras

Guedes etrocou muitas mensagens com integrantes de um grupo de WhatsApp chamado “Equipe Econômica”

Plano de Guedes para gás mais barato encontra resistência na Petrobras

Setores da Petrobras resistem ao plano do ministro da Economia, Paulo Guedes, de abrir o mercado de gás e acabar com o monopólio da estatal. A divergência foi explicitada em uma troca de mensagens flagrada pelo jornal O Estado de S. Paulo entre Guedes e integrantes de um grupo de WhatsApp chamado “Equipe Econômica”. Em uma das mensagens, Guedes diz que o gerente executivo de Gás e Energia da Petrobras, Marcelo Cruz, quer “desvirtuar o projeto”.

O Estadão fotografou Guedes conversando no grupo, que tem representantes do ministério e presidentes de bancos públicos, durante a “Cantata de Páscoa” no Palácio do Planalto, promovida pelo presidente Jair Bolsonaro na quarta-feira.

Na conversa, o ministro encaminha ao grupo mensagem que havia recebido do economista Carlos Langoni – que vem atuando como uma espécie de mentor de Guedes na área de gás. “Gde (Grande) PG (Paulo Guedes): O Império contra ataca! Atenção: a turma do gás da PB (Petrobras) – contrária à abertura – quer criar um Gestor de Gasoduto! Coisa de burocrata intervencionista! No sense!”, afirma o economista na mensagem que foi encaminhada ao grupo.

Langoni diz ainda que é preciso alertar “RCB e Luciano”, numa referência ao presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, e a Luciano Irineu de Castro, principal conselheiro da área energética na época da campanha do presidente Jair Bolsonaro e assessor da presidência da Petrobras. E diz que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) é contra a “ideia maluca” de criação do gestor, que não discutiria o termo de ajuste que é negociado com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a agência.

Em seguida, Guedes digita: “Marcelo Cruz… gerente de gás da Petrobras. Quer desvirtuar o projeto”. Na mesma conversa, uma segunda pessoa, identificada no celular do ministro como sendo o presidente do BNDES, Joaquim Levy, escreve: “liberdade ao gás… Langoni tá certo e temos que acelerar ajuste legislação dos estados. Abertura jah”.

Segundo o Estadão/Broadcast, plataforma de notícias em tempo real do Grupo Estado, apurou, o governo identificou que há certa “resistência interna” na Petrobras, mas que parte de um grupo pequeno, que defende a manutenção do controle estatal no mercado de gás. Isso, porém, não é considerado um obstáculo à implementação da agenda liberal defendida por Guedes.

Langoni tem sido o responsável pelas ideias que vêm sendo desenvolvidas pelo governo para o setor. Também egresso da Universidade de Chicago, como Guedes, ele é amigo do ministro de longa data e um dos expoentes do pensamento liberal no País.

Em nota, a assessoria de Langoni, que é diretor do Centro de Economia Mundial da FGV, disse que ele e Guedes conversam regularmente sobre questões importantes e variadas da agenda econômica. “Langoni não tem qualquer ligação formal com a Petrobras ou com o governo”, completou.

Procurado para se pronunciar sobre a troca de mensagens fotografada pelo Estadão, o Ministério da Economia não se manifestou. Petrobras e BNDES também não se pronunciaram. Nos últimos dias, Levy tem defendido a “liberdade ao gás” pedida por ele no grupo. Na segunda-feira, em debate organizado pelo Lide, ele disse que há “inúmeras oportunidades”. “A produção do gás no pré-sal só vai crescer mais se você aumentar a demanda. E só vai conseguir fazer isso se a distribuição do gás for mais barata”, completou.

Choque

Nas últimas semanas, Guedes tem prometido dar um “choque de energia barata” com ações que incluem a abertura do mercado de exploração e distribuição de gás natural, acabando com o monopólio da Petrobras. Chamado de “Novo Mercado de Gás”, o programa quer elevar a competitividade da indústria brasileira a partir da exploração de gás das áreas do pré-sal.

Além de atacar o refino, o programa também quer quebrar o monopólio das distribuidoras estaduais. Como antecipou o Estado, o novo plano do governo federal de socorro aos Estados – batizado por Guedes de Plano Mansueto – terá como uma das contrapartidas de acesso ao auxílio financeiro a abertura do mercado de distribuição de gás pelos governos estaduais.

Hoje, os governos regionais, que têm agências reguladoras próprias, impedem que empresas privadas acessem os dutos de distribuição estaduais. Ao entrar no programa, o Estado terá de aderir à regulação federal e criar a chamada figura do consumidor livre, que desobriga a compra de gás somente da distribuidora local.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Macumbeiro Bita do Barão falece três dias após profecia de pastor; assista

“Dei muitas oportunidades para ele reconhecesse que Eu sou Deus e ele não quis! aquela nuvem vai sugar ele do Maranhão”

   

Da redação JM

Pastor Washington Luiz é bastante conhecido no Brasil por profetizar a queda do PT. Foto: Reprodução

Wilson Nonato de Sousa, conhecido como o famoso Pai de Santo Bita do Barão, morreu na UTI de um hospital particular de Teresina nesta quinta-feira (18). Entidades e políticos se manifestaram sobre sua morte. Famoso, ele gozava de prestígio principalmente na classe política e artística.

Entidades, órgãos governamentais e políticos emitiram notas de pesar sobre o falecimento de Bita do Barão.

Profecia

Após a morte do umbandista, um vídeo, gravado três dias antes, viralizou na internet. Trata-se de uma profecia sobre sua morte.

O maior bruxo do Maranhão vai cair, o Senhor me disse. Dei muitas oportunidades para que ele reconhecesse que Eu sou Deus e ele não quis! aquela nuvem vai sugar ele do Maranhão e logo logo você vai estar vendo em tudo é jornal e dizendo: ‘eu estava naquele culto aonde a nuvenzinha trabalhou‘ “, diz a mensagem.

O pregador que aparece no vídeo é o pastor Washington Luiz, da Assembleia de Deus Comadesma em Araguaína, município localizado no Tocantins.

VEJA TAMBÉM
‘Deus está prestes a derramar seu espírito sobre as universidades’, diz profeta

Pastor Washington Luiz é bastante conhecido no Brasil por profetizar a queda do Governo do PT, a queda de um avião no Brasil e a morte do prefeito de Tucuruí -PA.

Ao JM Notícia, o pastor confirmou a mensagem e disse que a recebeu de Deus durante um evento realizado em Chapadinha nos dias 15 e 16 de abril. Bita do Barão faleceu no dia 18.

Assista:

 

Padre de Belo Jardim usa políticos na Última Ceia

Em Belo Jardim, a 171 km do Recife, o padre Geraldo Magela resolveu criar uma polêmica nas celebrações da Semana Santa, que mexeu com os brios da comunidade católica: no momento em que a classe política anda em baixa, convidou alguns representantes da categoria para atores – e não coadjuvantes – da Última Ceia. Eles se apresentaram vestidos à caráter, sentaram à mesa e participaram também da celebração do lava pés.

Estavam na cerimônia, dentre outros, os vereadores Gilvando Estrela e Marcelino Monteiro, o ex-vereador José Lopes e o ex-vereador e atual presidente da Autarquia Educacional de Ensino, Nem Cabeludo, que, pasmem, fez o papel de Cristo. Também o ex-prefeito Marcos Coca-Cola, que responde a processo por improbidade administrativa. Só falou o prefeito Hélio dos Terrenos (PTB), que faz uma péssima gestão.

O padre justificou o convite aos políticos alegando que a campanha da fraternidade deste ano tem como foco políticas públicas. Mas o engraçado é que na mensagem da Igreja o texto base da campanha chama atenção para o fato de que falar das políticas públicas não se trata de política ou de eleições, mas de um conjunto de ações a serem implementadas pelos gestores públicos, com vistas a promover o bem comum, atendendo as necessidades dos mais pobres e desamparados.

“Os políticos e um padre chegam ao ridículo de usar o templo sagrado para exploração política”, reagiu uma beata, que pediu para não se identificar. “Aos olhos da população, profanaram a Santa Ceia”, acrescentou. Diante da repercussão, a paróquia emitiu uma nota tentando reduzir o impacto da repercussão e a indignação da comunidade católica, que forma a grande maioria no município. Mas foi em vão. Na cidade, o que se diz é que o padre cometeu um sacrilégio.

Bolsonaro aparece na lista dos “100 mais influentes” da revista ‘Time’

Presidente está na categoria ‘líderes’ ao lado do presidente americano Donald Trump.

Bolsonaro aparece na lista dos "100 mais influentes" da revista 'Time'

Nesta quarta-feira (17), a revista norte-americana ‘Time’ divulgou a lista das “100 pessoas mais influentes do mundo”, onde o presidente Jair Bolsonaro aparece ao lado de outros políticos.

O presidente está na categoria “líderes” ao lado do norte-americano, Donald Trump, e do premiê italiano, Matteo Salvini, o líder da oposição e autodeclarado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, a premiê australiana, Jacinda Arden, e o premiê israelense, Benjamin Netanyahu.

Na publicação, Bolsonaro é destacado como “um personagem complexo” e que o governo do político terá a chance de “realizar reformas econômicas que podem domar o aumento do déficit [fiscal]”.

VEJA:

http://time.com/collection/100-most-influential-people-2019/5567770/jair-bolsonaro

 

Governo anuncia linha de crédito para caminhoneiros autônomos

A linha de crédito começará a ser disponibilizada pelo Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal

Governo anuncia linha de crédito para caminhoneiros autônomos

Segundo Onyx, a linha de crédito começará a ser disponibilizada pelo Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. “Depois para os demais brancos e cooperativas de crédito pelo Brasil”, afirmou o ministro, sem dar data de quando a linha será efetivamente liberada.

O crédito será centrado em caminhoneiros autônomos, que tenham até dois caminhões por CPF. “É para garantir que o autônomo tenha acesso a esse importante instrumento. Temos reconhecimento de que é um problema bastante sério, que impacta a segurança do motorista e das demais pessoas nas rodovias”, disse Onyx em coletiva de imprensa em que o governo anuncia medidas para o setor rodoviário.

Onyx começou a coletiva afirmando que o governo vem trabalhando desde o início do ano para “poder dar melhores condições de trabalho aos caminhoneiros”.

“O presidente sempre teve na vida parlamentar muita proximidade com os caminhoneiros, ao longo da campanha assumiu compromisso de dar melhores condições de trabalho para a categoria”, disse Onyx, que destacou concessões de portos e aeroportos e o leilão da Norte-Sul, mas lembrou que o Brasil fez uma escolha há 50 anos pelo modal rodoviário.