COM GOLS DE MARIO LUCAS, ARARIPINA VENCE ÍBIS E SE CLASSIFICA NO SUB-23

Araripina e Íbis jogaram na noite desta quarta-feira (03), pela 8ª rodada da segunda fase do Campeonato Pernambucano sub-23, no Chapadão do Araripe. A partida era crucial para as duas equipes que brigavam por uma das quatro vagas do grupo E, para a terceira fase da competição. Enquanto o Bode do Araripe ocupava a terceira colocação na tabela, com dez pontos, o Pássaro Preto era o quinto colocado, com seis pontos. Se para o Araripina a vitória significava a classificação, para o Íbis os três pontos eram indispensáveis para continuar vivo no campeonato. Com atuação decisiva de Mario Lucas, a partida acabou em 2 Araripina, 1 para o Íbis.
Com a bola rolando, o Bode do Araripe pressionou a equipe visitante durante todo o primeiro tempo, mas com a dificuldade de finalização do time da casa, o placar não saia do zero. Mas a insistência do Araripina teve resultado durante os minutos de acréscimo. Aos 47 do primeiro tempo Misael, fez lançamento para Daniel Caiçara, que invadiu a área e tocou para Mario Lucas que não desperdiçou. O time do Sertão foi para o vestiário mais tranquilo com o placar de 1 a 0.
Já no segundo tempo, o Araripina queria ampliar o placar e continuou atacando o Íbis. Logo aos 12 minutos em cobrança de escanteio de Liniker pela direita, houve bate e rebate na área, mas a bola sobrou para Mario Lucas marcar mais um. 2 a 0 para o Bode do Araripe. Mas o jogo era decisivo e não estava com o final definido. O Pássaro Preto correu atrás do prejuízo e aos 34 minutos diminuiu a diferença com gol de Marlon. Placar de 2 a 1. O gol inspirou uma reação do Íbis, mas a partida acabou mesmo com o placar de 2 para o Araripina e 1 para o Íbis.
Com o resultado, o Araripina saiu da terceira posição na tabela, para a vice-liderança com treze pontos. A vitória garantiu a classificação antecipada do Bode do Araripe para a terceira fase do campeonato. Já o Íbis se manteve na quinta colocação e está fora da disputa do Pernambucano sub-23. Na próxima rodada, no domingo (07), o Araripina enfrenta o Ferroviário no Gileno de Carli. O Íbis joga contra o Jaguar no sábado (6), no Gileno de Carli.
Por GloboEsporte.comAraripina, PE

 

Dilma tem 37%, Marina, 33%, e Aécio, 15%, aponta pesquisa Ibope

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (3) aponta Dilma Rousseff (PT) com 37% das intenções de voto e Marina Silva (PSB) com 33% na corrida para a Presidência da República. O candidato Aécio Neves (PSDB) tem 15% e Pastor Everaldo (PSC), 1%. Os outros sete candidatos somados acumulam 2%.

O levantamento indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a ex-senadora aparece com 46% e a atual presidente, que tenta a reeleição, com 39%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 26 de agosto, Dilma tinha 34%, Marina, 29%, e Aécio, 19%. Entre uma pesquisa e outra, a taxa de indecisos passou de 8% para 5%, e a de quem pretende votar em branco ou nulo se manteve em 7%.

Confira abaixo os números na modalidade estimulada da pesquisa (em que o pesquisador apresenta ao entrevistado um cartão com os nomes de todos os candidatos):
– Dilma Rousseff (PT): 37%
– Marina Silva (PSB): 33%
– Aécio Neves (PSDB): 15%
– Pastor Everaldo (PSC): 1%
– José Maria (PSTU): 0%*
– Luciana Genro (PSOL): 0%*
– Eduardo Jorge (PV): 0%*
– Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
– Eymael (PSDC): 0%*
– Levy Fidelix (PRTB): 0%*
– Mauro Iasi (PCB): 0%*
– Branco/nulo: 7%
– Não sabe/não respondeu: 5%

Cada um dos sete indicados com 0% não atingiu 1% das intenções de voto; somados, eles têm 2%

O Ibope ouviu 2.506 eleitores em 175 municípios entre 31 de agosto e 2 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00514/2014.

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

– Dilma Rousseff (PT): 31%
– Marina Silva (PSB): 25%
– Aécio Neves (PSDB): 11%
– Outros: 1%
– Branco/nulo: 9%
– Não sabe/não respondeu: 23%

Segundo turno
O Ibope simulou os seguintes cenários de segundo turno:

– Marina Silva: 46%
– Dilma Rousseff: 39%
– Branco/nulo: 8%
– Não sabe/não respondeu: 6%

– Dilma Rousseff: 47%
– Aécio Neves: 34%
– Branco/nulo: 11%
– Não sabe/não respondeu: 8%

O Ibope não simulou segundo turno entre Marina Silva e Aécio Neves.

Rejeição
Dentre os 11 candidatos a presidente, Dilma Rousseff tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse quesito, o entrevistado pode indicar mais de um candidato. Veja os números:

– Dilma Roussef: 31%
– Aécio Neves: 18%
– Pastor Everaldo: 18%
– Levy Fidelix: 12%
– Marina Silva: 12%
– Eymael: 11%
– Zé Maria: 11%
– Luciana Genro: 10%
– Mauro Iasi: 10%
– Rui Costa: 9%
– Eduardo Jorge: 7%

Por segmento
Segundo o Ibope, as intenções de voto em Dilma e em Marina crescem na maior parte dos segmentos analisados. As menções a Marina crescem mais na região Sul (de 27% para 40%), onde apresenta seu melhor desempenho. Entre eleitores cuja renda familiar é maior que cinco salários mínimos, o crescimento das intenções de voto em Marina (de 28% para 37%) é acompanhado pela queda das menções a Aécio (de 32% para 24%). A preferência por Dilma aumenta nos municípios de periferia (de 29% para 38%).

Avaliação do governo
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma tem a aprovação de 36% dos eleitores – no levantamento anterior, divulgado no dia 26 de agosto, o índice era de 34%. O percentual de aprovação reúne os entrevistados que avaliaram o governo como “bom” ou “ótimo”.

A pesquisa mostra ainda que o índice dos que desaprovam a gestão, ou seja, consideram o governo “ruim” ou “péssimo”, é de 26% (27% no levantamento anterior). Consideram o governo “regular” 37% (na pesquisa anterior, 36%).

O resultado da pesquisa de avaliação do governo Dilma foi o seguinte:
– Ótimo/bom: 36%
– Regular: 37%
– Ruim/péssimo: 26%
– Não sabe/não respondeu: 1%