Moro anuncia que Ministério da Justiça terá Secretaria de Operações Policiais Integradas

Futuro ministro anunciou o delegado da Polícia Federal Rosalvo Franco para comandar a secretaria. Ele também disse que delegado Fabiano Bordignon vai comandar o Departamento Penitenciário.

Por Guilherme Mazui, G1 — Brasília

Resultado de imagem para MORO

O futuro ministro da Justiça no governo de Jair Bolsonaro, Sério Moro, anunciou nesta segunda-feira (26) que a pasta vai ter uma Secretaria de Operações Policiais Integradas.

O escolhido do futuro ministro para comandar secretaria foi o delegado da Polícia Federal Rosalvo Franco, ex-superintendente da PF no Paraná, que atuou na Operação Lava Jato.

Durante a carreira de juiz, Moro foi responsável pelo processos da Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal em Curitiba. Rosalvo já vinha auxiliando o futuro ministro na equipe de transição e almoçou com ele nesta segunda, junto de outros colegas da equipe.

De acordo com Moro, o objetivo da nova secretaria será integrar os trabalhos das polícias estaduais e a Polícia Federal.

“A ideia da secretaria é coordenar operações policiais a nível nacional. Hoje nós temos muitos grupos criminosos que transcendem as fronteiras estaduais, e essa ação precisa muitas vezes de coordenação a nível nacional”, explicou.

“Isso já é feito, de certa maneira, dentro do Ministério da Segurança Pública, mas a criação de uma secretaria específica para isso é de todo oportuno”, completou o futuro ministro.

Rosalvo Ferreira Franco atuava como superintendente regional da PF no Paraná — Foto: Reprodução/RPC

Rosalvo Ferreira Franco atuava como superintendente regional da PF no Paraná — Foto: Reprodução/RPC

Ele também afirmou que a secretaria não vai invadir as autonomias dos estados.

“Não é trazer as polícias para o comando do Ministério da Justiça, mas fazer a coordenação”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 3 =