www.folhadoararipe.com.br
Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019

Poder Executivo encaminha 17 propostas com alterações no Orçamento deste ano

Publicada em 17/10/19 as 11:48h - 40 visualizações

por Folha do Araripe - Webtv 24hrs


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Folha do Araripe - Webtv 24hrs)

O Poder Executivo enviou ao Congresso Nacional, ao mesmo tempo, 17 projetos de lei (PLNs) com alterações orçamentárias ainda para este ano. Esses textos foram encaminhados na terça-feira (15), prazo final para apresentação desse tipo de proposta segundo a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019 (Lei 13.707, de 2018).

Antes, no dia 9, o Poder Executivo enviou projeto que prorroga esse prazo para 14 de novembro (PLN 27/19). A medida é necessária, diz o governo, devido ao leilão do pré-sal em 6 de novembro, já que o certame poderá influenciar o valor a ser repassado a estados e municípios, conforme rateio já aprovado pelo Congresso.

Em meio aos projetos está o PLN 45/19, que abre crédito especial de R$ 34,62 bilhões para que o Ministério de Minas e Energia honre acordo para compensar a Petrobras e viabilizar o leilão. Em áreas concedidas à estatal mediante pagamento antecipado (a chamada cessão onerosa), foram descobertas mais reservas de petróleo — é esse excedente cuja exploração será licitada no próximo mês.

Outros créditos adicionais

Quatro projetos envolvem créditos suplementares no valor total de R$ 4,08 bilhões para diferentes órgãos, para reforço de dotações orçamentárias já existentes. Outros nove projetos envolvem créditos especiais no valor total de R$ 1,45 bilhão para despesas que não possuem dotação orçamentária específica.

Por fim, três projetos envolvem os orçamentos de investimento de diversas estatais. Dois somam R$ 764,92 milhões para reforço de dotações orçamentárias já existentes, e o terceiro destina R$ 4,07 milhões para despesas não previstas.

Os projetos que versam sobre regras orçamentárias são analisados primeiro pela Comissão Mista de Orçamento (CMO), que emite o seu parecer. Depois são votadas em sessão conjunta do Congresso Nacional e precisam ser aprovados pelos deputados e senadores, em votações separadas, antes de se tornarem leis.

(Da Agência Câmara Notícias)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Visitas: 24707   Usuários Online: 35

Nosso Whatsapp

 (87)99104-1035

Copyright (c) 2019 - Folha do Araripe - Webtv 24hrs