Sistema inteligente beneficia quem preenche modelo completo do IR

Programa do Fisco aponta, em tempo real, o valor que será restituído ou pago de imposto em cada um dos modelos de declaração (simples ou completa)

  • Contribuinte pode trocar modelo na hora da entrega

Contribuinte pode trocar modelo na hora da entrega

Eduardo Valente/Framephoto/Estadão Conteúdo – 20.04.2018

Os contribuintes que vão fazer a declaração do Imposto de Renda devem se atentar em preencher 100% do documento para não ter prejuízo ao enviar o documento para o sistema da Recita Federal.

“Sempre utilize a prática de preencher o modelo completo com todas as informações, porque o sistema é inteligente e faz você optar pelo sistema que é mais benéfico”, explica João Altair Caetano dos Santos, conselheiro do CFC (Conselho Federal de Contabilidade).

A inteligência do sistema, citada por Caetano, leva em conta a informação em tempo real do valor que será restituído ou pago de imposto em cada um dos modelos de declaração.

De acordo com Nogueira, o modelo completo vai sempre valer mais a pena para quem teve muitos gastos dedutíveis, como os de saúde e educação no ano. “Se o contribuinte teve muitas despesas dedutíveis no ano, vai valer mais a pena a completa. Por outro lado, se ele não tiver, pode usar a simplificada que já abate 20% da renda dele”, orienta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 11 =